• Chagas e Cassar

7 vantagens de ter uma cidadania europeia

Atualizado: 12 de Fev de 2019

Ser cidadão português ou italiano traz diversas vantagens e pode proporcionar a você uma nova vida, seja em relação ao trabalho, estudos ou lazer.


A partir do momento que você obtém a cidadania italiana ou portuguesa, automaticamente passa a ser considerado um cidadão europeu. Isso significa que, a partir de então, você possui os mesmos direitos e obrigações de qualquer outro cidadão nascido na Europa.

Além disso, você tem direito a ter um passaporte europeu, um dos mais fortes do mundo, o que é extremamente positivo em vários aspectos.



Palacio de Cibeles
Palacio de Cibeles | Madrid | Crédito: Freepik

Listamos algumas vantagens de se obter a cidadania portuguesa ou a cidadania italiana. Confira:


1. Qualidade de vida

A alta qualidade de vida em diversas regiões da Europa não é novidade para a maioria das pessoas. Inclusive, esse é o motivo de muitos se mudarem para a Europa.


Claro que cada lugar possui suas características, mas de maneira geral, fatores como segurança, saúde, ensino de qualidade e transporte público acessível estão presentes em vários países europeus.


Portugal, por exemplo, é um dos países com a melhor qualidade de vida do Velho Continente, sendo, inclusive, o quarto país mais seguro do mundo, segundo o relatório do Índice de Paz Global de 2018, publicado em junho de 2018.


2. Escolher um país para morar e trabalhar

Como foi determinado na Convenção de Schengen da União Europeia, todos os cidadãos europeus podem morar e trabalhar em qualquer uma das nações membros, sem a necessidade de visto.


Você pode conferir a lista dos países permitidos aqui!


Além disso, empregados de multinacionais com dupla cidadania são muito valorizados, por representarem o ideal cosmopolita e internacional que estas empresas exigem.


Dica: Para quem é fluente no italiano, aqui vai um benefício da cidadania italiana: você pode prestar concurso público na Itália!


Atenção: Não confunda o Espaço Schengen com a União Europeia. O primeiro se refere a uma área com uma política comum de abertura de fronteiras. Ou seja, não há necessidade de apresentação de vistos e passaportes para cruzar a fronteira entre os países membros. Já a União Europeia é um bloco econômico e político.


É importante ressaltar que apesar de muitos países da União Europeia pertencerem também ao Tratado de Schengen, os países membros da UE não são os mesmos do Tratado de Schengen. Por exemplo, a Islândia, a Noruega e a Suíça não fazem parte da UE, mas fazem parte do Tratado de Schengen.


3. Estudar

Além da vantagem de poder morar e trabalhar, ter a cidadania europeia também dá a possibilidade frequentar universidades e cursos em todos os países-membros da União Europeia e, normalmente, por um custo bem mais baixo.


Isto porque algumas universidades cobram mensalidades com valores diferentes para cidadãos da Europa e estrangeiros. Então, você pode desfrutar do “desconto” no ensino.


4. Viajar quando quiser

A Europa é conectada por malhas ferroviárias imensas, mas também conta com passagens aéreas de baixo custo e até mesmo ônibus que fazem o transporte de passageiros para outros países.


Atenção: Os cidadãos europeus não necessitam de apresentar um documento de identificação nacional ou o passaporte para atravessar a fronteira entre dois países do Espaço Schengen. No entanto, é aconselhável que os cidadãos europeus sempre tenham consigo o passaporte ou outro documento que comprove a sua identidade. Os países pertencentes ao Acordo de Schengen podem adotar regras nacionais que obriguem os cidadãos a ter sempre com eles documentos de identificação, enquanto permanecerem no respectivo território. Inclusive, cada país pode aceitar diferentes tipos de documento como forma de identificação.


5. Evitar filas na imigração dos aeroportos europeus

Sendo cidadão europeu, não é preciso entrar na fila da imigração, o que torna sua viagem mais rápida e evita contratempos para ingresso na Europa.


6. Possibilidade de passar a cidadania para seus descendentes

De modo geral, as nacionalidades dos pais podem ser transmitidas aos filhos, como no caso das cidadanias portuguesa e italiana.


7. Isenção de visto consular para alguns países fora da União Europeia

A sétima vantagem de ter cidadania europeia é a isenção de visto consular, o que significa que não há a necessidade de requerer um visto para a entrada em países como Estados Unidos da América, Canadá, Japão, Emirados Árabes Unidos e Nova Zelândia.


A União Europeia e esses países possuem um acordo chamado Programa de Isenção de Visto. Isso significa que cidadãos de alguns países europeus não precisam de visto de turismo e negócios, desde que a permanência seja igual ou inferior a 90 dias.


Para entrar nesses países, basta preencher uma solicitação online chamada ESTA (Autorização Eletrônica de Viagem). Para solicitá-la, é necessário ter passaporte europeu válido e um cartão de crédito internacional, para pagar o valor de U$14. A validade da autorização é de 2 anos ou até a data de expiração do passaporte.


Atenção: os vistos de estudo e trabalho ainda são requisitados.


Você sabia?

A Itália ocupa a quarta posição entre a lista dos passaportes mais poderosos do mundo, com a permissão para viajar sem visto para 187 países, enquanto Portugal está apenas uma colocação abaixo, no 5º lugar, com 186.


O estudo do Passport Index se refere aos passaportes cujos donos podem entrar no maior número de países sem visto ou apenas com um visto obtido na chegada. Este ranking é elaborado pela Henley & Partners, empresa de planejamento de cidadania, com base em dados recolhidos junto à IATA, a Associação Internacional de Transporte Aéreo.


Pronto para obter a sua cidadania?

Que tal fazer parte desse mundo cheio de oportunidades?!


Nós da Chagas & Cassar somos especializadas nos processos de cidadania portuguesa e italiana, e contamos com advogados residentes nos dois países, para facilitar o processo.


Primeiro, é importante descobrir se você tem direito ao passaporte europeu, cujo requisito é ter cidadania europeia. Se você tem descendência europeia, mas ainda não tem dupla cidadania, deve primeiro adquiri-la, para então solicitar o passaporte europeu.


Tanto a cidadania portuguesa quanto a italiana possuem regras para o reconhecimento e devem seguir determinados critérios e você pode acessá-los clicando aqui.


Com a cidadania europeia, as fronteiras diminuem e as oportunidades aumentam – sem prazo de validade. Portanto, vale a pena o investimento, se você deseja mudar de vida!


Fale conosco, tire suas dúvidas e inicie seu processo de obtenção de cidadania: contato@chagasecassar.com.br

6,523 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo